sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

O'Neill e o controlo patológico

No Depressão Colectiva.

Todo um programa

A ética capitalista e o paraíso dos sistemas de saúde comunistas.

Qual a novidade?

Cresci a ouvir que todo os  que denunciavam o terror soviético eram imperialistas vendidos à CIA.

Eterno retorno

Ou não é?
Este senhor foragido  está ligado àquela coisa antiga  do jogo do bicho e do Lello?

Palavra de honra????? (3)

Diz  José Manuel Portugal, director de  desinformação da RTP: "Não temos de convidar toda a gente".
Sim, de facto, não lembraria a  ninguém convidar a Fenprof  para um  programa sobre a educação.

As grandes mentiras da civilização ( 3)

"Precisamos de mudar de paradigma".
O paradigma é um desgraçado. Desde que o Kuhn o pôs fora de casa, o infeliz passa vida a mudar. Já viveu nas vinte rotundas feitas pelo presidente  da Junta, no aeroporto de Beja, na 3878374689ª reforma da Educação, nos vibradores  a energia solar, enfim, um virote.
Deixar o paradigma sossegado  era uma ideia, mais vale morrer de bibe que de casaca, como dizia o Mário.

Em

Israel, claro.

quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Palavra de honra??????? ( 2)

"Os indicadores sociais de pobreza estavam  a diminuir "( Pedro Adão e Silva).
Hummm...o Pacheco Pereira vai dedicar-lhe umas palmatoadas no próximo artigo de sábado sobre a independência da Catalunha.
Ou então  isto já é efeito Costa por antecipação. São magos, são magos...

Palavra de honra??????

"O PS acabou por estar no centro do debate, com os restantes partidos da oposição e da maioria a acusarem os socialistas de não assumirem uma posição sobre a reestruturação de dívida nem de apresentarem soluções concretas".

O PS estará refém do pensamento único do governo  e  da propaganda miserável?  As pernas dos banqueiros alemães já não tremem? Mein Gott...

quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

As grandes mentiras da civilização (2)

 " Obra fabulosa, um misto de inocência e sensualidade".
Devia ser de uso frequente por  idosos impotentes, mas é mais  usado por críticos de cinema e música.
De certa forma, é o equivalente intelectual do binómio cinotécnico da GNR. O homem  e o cão são substituídos por uma Lolita artilhada de masoch suburbano ( botas pretas e chicote).

As grandes mentiras da civilização (1)


"É no meio de muita gente que nos sentimos mais sós".
É um dos maiores. Muito usado por divorciadas de 55 anos professoras de português de casaco de cabedal vermelho à saída de uma exposição de sapatos da Joana Vasconcelos.
É bom porque explica-nos o desejo de fusão com o mundo, ou, em termos  mais simples, a ausência de um vibrador.

Bem dizia o anónimo

A propósito deste meu textito, num comentário que lá está e que vos aconselho a saborear  com um copo de sumo de ouriço-cacheiro na mão. E isto porque  O Zé Broncas, aka Jorje Jesus,  explica ssim a exibição do Benfica , hoje, no Mónaco: "Fomas muita  prujadicados,  empurraram-nas , isto é político, ainda ontem se viu com o Saportinga na Alemanha".
Também acho. O árbitro polaco Raciniak  é descendente de condes polacos falidos, descritos no Jogador do Dostoiveski, que perderam tudo ao jogo no casino monegasco  e coiso e tal talvez a dívida tenha sido perdoada.
É sempre assim connosco na Champions e já lá vai  uma camioneta de anos.